sábado, 7 de abril de 2012

CASAL GRÁVIDO (Crônica)

O casal feliz, de mãos dados, abre a porta de vidro, entra no prédio e encontra dona Belinda, a idosa do primeiro andar, sentada numa poltrona da recepção olhando para fora, enquanto o porteiro lê o jornal.

– Tudo bem?
– Felizes, dona Belinda, estamos grávidos.

A senhora Belinda olha um pouco confusa e retruca:
– Quer dizer que você está grávida, Leonor?

– Não, isso é coisa antiga, agora é o casal que está grávido.

– Os dois estão grávidos? Homens também ficam grávidos? – pergunta dona Belinda com os olhos esbugalhados.

– Também! – Leonor exclama risonha e olha para o maridão com aquele rosto de “ele é o melhor do mundo, ele é um príncipe” que, geralmente, vai esmaecendo aos poucos e transformando-se num olhar mais parecido com “bem que minha mãe falou para não me casar com ele. Casei com um sapo”.

– E homem pode ter enjoo matinal? – pergunta dona Belinda levantando-se trabalhosamente da poltrona.
– Pode.

A velha pega a bengala, depois olha o casal, mexe a cabeça para os lados e com raiva murmura:
– Então eu quero ver um homem morrer no parto.

* Isabel Furini – é escritora, consultora literária e palestrante – Contato (41) 8813-9276. Orienta a oficina Como Escrever Livros no Solar do Rosário

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...